Reflexões / Matutações

Confiar em Deus

01/11/2017

Sempre escuto: “confie em Deus”! E num dias desses fiquei “rematutando” ou “revisitando” – como está na moda - essa questão... Confiar em Deus permite-nos viver em expectativa ativa, e não em passividade ou descrédito cínico.  Quando encaramos a vida como um bem valioso que nos foi dado por Deus que nos ama, e não extraído com luta de um destino impessoal, lembramo-nos de que, no âmago da realidade, permanece o amor do próprio Deus. Isso significa que a fé cria em nós uma nova disposição de deixar a vontade de Deus cumprir-se. E isso se refere a esperança...

 Ter esperança não quer dizer evitar ou ser capaz de ignorar o sofrimento. Na verdade, a esperança nascida da fé amadurece e purifica-se através de dificuldades. O fundamento de nossa esperança é Aquele que é mais forte do que a vida e os nossos sofrimentos. A fé abre-nos à presença sustentadora e curativa de Deus. Mesmo em dificuldade podemos confiar, baseados na certeza de que algo mais é possível. Crer e confiar é levar em conta a esperança.

 Isso também quer dizer que confiar é não exigir sempre os detalhes do que acontecerá. Deus quer que experimentemos vida, mas o que isto exatamente significa está em aberto. Deus quer levar-nos a fidelidade, mas de que modo ou através de quê? Não temos que decidir tudo ou saber tudo, e nem mesmo vislumbrar muita coisa. Uma pessoa de fé aprende a confiar e entregar-se nas mãos d’Aquele sobre quem a confiança é depositada.

 Essa espécie de atenção diária voltada para o eterno não fatiga nosso coração. Não exige esforços heroicos. Tem mais a ver com atenção a Deus do que com perfeição, tem mais a ver com um desejo de ver Deus mesmo diante das nossas fraquezas. O cansaço nada tem a ver com trabalho. A inteligência só se desenvolve e frutifica na alegria.

 "A real esperança não reside em alguma coisa que pensamos poder fazer, mas em Deus, que está fazendo alguma coisa boa, de um modo que não podemos ver” - Thomas Merton.

 A esperança não depende de paz na terra, justiça no mundo ou sucesso nos negócios. A esperança está pronta a deixar perguntas sem resposta. A esperança faz-nos ver a mão de Deus guiando não só nos momentos tranquilos e agradáveis, mas também nas sombras do desapontamento e da escuridão.

 Ninguém pode dizer, com certeza, onde estará daqui a dez ou vinte anos. Não sabemos se seremos amados ou não... Mas devemos encarar cada dia como um como um novo dia para viver a vida como expressão do nosso amor a Deus que nos chama para a vida!

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O conteúdo do Natal nos Padres da Igreja - 14/12/2017

Perdemos o senso do Natal! - 13/12/2017

Dia de Nossa Senhora de Guadalupe - 12/12/2017