Reflexões / Matutações

Os tempos atuais não são fáceis..

16/10/2017

Segunda feira, “dia morno”, início de uma semana “dura”... Acordei matutando... Os tempos atuais não são fáceis... O mais importante é sermos seguidores de Jesus Cristo. Não importa os contextos. Somos filhos de uma época determinada, mas não podemos absolutizar o presente; mas também não é momento de nostalgia, nem de angústias, nem de medos, de viver no passado... Devemos viver sempre na presença do Senhor, pois sabemos que “tudo concorre para o bem daqueles que amam a Deus” – Rm 8,28.

 A maior tentação atualmente é a tentação da mediocridade, da indiferença, do mediano, da preguiça... Muitas vezes Deus permite situações que sendo duras nos possibilitam ver a face do mal e nos fazem reagir. Não devemos nos queixar das dificuldades, pois a medida do “amar a Deus sobre todas as coisas” – primeiro mandamento – é a confiança em Deus e em sua Providência. O Senhor conduz a História e, portanto não devemos perder a esperança nunca!

 Os cristãos, nós os cristãos, precisamos testemunhar a alegria da fé em Cristo e a beleza de sermos discípulos de Cristo; expressar por nossas vidas o poder do amor que o Evangelho irradia na História; precisamos exercitar com humildade e desinteresse os carismas para o bem comum. Não podemos ceder à tentação da mediocridade e da rotina! É preciso cultivar na alma desejos elevados e generosos! Fazer de nossos pensamentos, sentimentos e ações, pensamentos, sentimentos e ações de Jesus!

 O Senhor chama cada um de nós para ser um colaborador incansável de seu plano de salvação, que muda corações; Ele precisa de nós para fazer de nossas famílias, comunidades e cidades lugares de amor e esperança.

 Na sociedade de hoje vivemos em uma situação conturbada, caracterizado pela insegurança e pela fragmentação das escolhas, muitas vezes faltam pontos de referência... Torna-se cada vez mais importante construir o edifício da vida e das relações sociais na rocha estável que é a Palavra de Deus, guiados pelo Magistério da Igreja - Mt 7,24.

 O Senhor está conosco, agindo com o poder do seu Espírito. Ele nos convida a crescer em confiança e abandono à sua vontade, na fidelidade à nossa vocação e ao compromisso de nos tornarmos adultos na fé, esperança e caridade.

 “Adulto, segundo o Evangelho, não é aquele que não está sujeito a ninguém e não precisa de ninguém. Adulto, que o é maduro e responsável, é apenas aquele que se faz pequeno, humilde servo de Deus e que simplesmente não segue os ventos do tempo” – Bento XVI. É necessário formar as consciências à luz da Palavra de Deus e assim gerar firmeza e verdadeira maturidade. O Evangelho é a raiz de cada projeto eclesial e humano, mesmo aqueles que dizem respeito à construção da cidade terrena - Sl 127,1. Devemos renovar a alma das instituições e enriquecer a História com sementes de vida nova.

 

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


Visita - 17/11/2017

O dom extraordinário o seu próprio Espírito - 16/11/2017

O amor de Deus e do próximo são inseparáveis - 14/11/2017