Reflexões / Matutações

Jesus Cristo tem que voltar logo

25/10/2016

Por causa da conjuntura atual, tenho escutado a expressão: “Jesus Cristo tem que voltar logo”! “Só assim para dar jeito”! Com coisa que o “fim do mundo” nos dispensa do empenho em mudar “este mundo”, enquanto nele vivemos...

Fico matutando... A expectativa da parusia de Jesus não dispensa do compromisso neste mundo, mas ao contrário cria responsabilidade face ao Juiz divino acerca do nosso agir neste mundo – 1Ts 4-5. Exatamente por isso cresce a nossa responsabilidade de trabalhar por um mundo melhor agora!

Temos certeza de que Jesus ressuscitou, está com o Pai e está conosco, assim somos libertados do medo! Era este um efeito da pregação cristã. O medo do “fim dos tempos”, do “Armagedon” estava presente no mundo antigo. Também hoje muitos têm medo de espíritos e “poderes malignos” que nos ameaçam. Cristo vive, venceu a morte! Venceu todos os poderes! Venceu! Vivemos esta certeza, na liberdade e com alegria! Assim é nossa vida em relação ao futuro.

Cristo está comigo e em Cristo o mundo novo já começou! Isto fundamenta a esperança. O futuro não é uma escuridão na qual ninguém se orienta. O cristão sabe que a luz de Cristo é mais forte e por isso vive numa esperança não vaga; uma esperança que dá certeza e coragem para enfrentar o futuro.

O Juiz que volta é ao mesmo tempo juiz e salvador deixou-nos o compromisso de viver neste mundo segundo o seu modo de viver. Não vivamos como se o bem e o mal fossem iguais só porque Deus é misericordioso. Isto seria um engano e desastroso! Vivemos numa grande responsabilidade. Sabemos que Deus é juiz verdadeiro, mas também temos a certeza de que este juiz é bom! Conhecemos o seu rosto: Jesus Cristo, rosto da misericórdia de Deus!

Deveríamos dizer, com a primeira cristandade: "Vinde, Senhor Jesus!". Isso não quer dizer que desejamos o fim das coisas, mas sim que queremos que o mundo seja fundamentalmente mudado, que comece a civilização do amor! E como isto poderia acontecer sem a presença de Cristo? Sem a presença de Cristo nunca teremos um mundo justo e fraterno... É por isso que devemos dizer, com grande urgência: Vinde, Senhor Jesus! Maraná thá!

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017

O fermento dos fariseus - 17/10/2017

Os tempos atuais não são fáceis.. - 16/10/2017