Reflexões / Matutações

Viver com Deus

17/06/2016

Uma coisa que a humanidade atual, tão cheia de si, não compreende é que a verdadeira liberdade e a autêntica maturidade, só serão possíveis se formos abertos para Deus na nossa vida. O homem fechado em si mesmo é presa de suas paixões, de sua tendência ao egoísmo, à amargura, ao rancor, à vingança...

Quando nos abrimos para Deus e temos a coragem de nos deixar medir por Ele, aí sim, somos livres porque obrigados deixar a nós mesmos e compelidos a ver, sentir e agir conforme o coração de Deus. É esta a grande diferença entre quem crê e não crê. Para quem crê, a medida é Deus e seu coração, como Jesus revelou!

(refletindo Mt 18,21-25)

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


A maturidade cristã - 20/10/2017

O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017

O fermento dos fariseus - 17/10/2017