Reflexões / Matutações

Onde está o teu tesouro?

23/11/2017

Não sei porque, acordei matutando que o valor do homem é determinado por aquilo que está em seu coração: “onde está o teu coração aí estará o teu tesouro" - Mt 6,21. Aquele que, na liberdade, escolheu o Reino de Deus há de escolher o bem por uma espécie de instinto de coração. Deus não se queixa tanto das ações perversas dos israelitas como de seus "corações endurecidos" - Is 6,9s. O centro das grandes profecias messiânicas é o coração. A promessa de Deus é a de dar a seu povo um "coração novo" e de incutir o temor dele e o amor a Ele nos corações - Jr 32,4.

 "E eu lhes darei um coração novo e porei um novo espírito no mais íntimo de seu ser; tirarei de sua carne o coração de pedra e dar-lhes-ei um coração sensível” - Ez 11,19. Deus deseja a conversão total, o compromisso total com Ele, e não apenas penitências rituais: "rasgai os vossos corações e não vossas vestes" - Jl, 2,15. Enquanto os fariseus condenam severamente infrações externas e regulamentos humanos sem importância, o Senhor castiga o "coração mau", de cujas disposições indignas, como de uma fonte poluída, provêm todo o mal - Mc 7,20.

 A reprovação mais desafiadora está na acusação de Pedro dirigida a. Simão, o mago: "o teu coração não é reto diante de Deus” - At 8,21. A síntese da proclamação da Boa-Nova feita pelo Senhor exige um novo coração - Mc 1,15.

 Metànoien (metanoia), frequentemente traduzida como arrependimento ou conversão, significa mais literal e exatamente: viver com um coração novo e em novo espírito. O chamado à conversão vem no contexto das promessas de Deus, agora cumpridas, pelas quais ele nos quer dar um coração novo. E nossa resposta é o total compromisso feito em nosso coração, de tal forma que todas as nossas ações sejam marcadas por essa opção fundamental para ele, conversão que consiste em possuir o espírito interior de Cristo. Desta decisão decorre uma nova conduta.

 “Tende em vós o mesmo sentimento de Cristo Jesus” - Fl 2,5. Poderíamos dizer: “tende em vós o coração de Jesus”. Nos antigos manuscritos de Lucas 11,2, o pedido "Venha o teu reino" é, substituído ou parafraseado pela oração: "Que o Espírito Santo desça sobre nos e nos purifique".

 Reconciliação e conversão constituem obra do Espírito Santo que nos dá um novo coração, sem o qual novos relacionamentos seriam impossíveis. Ele capacita-nos a prosseguir na conversão contínua até a total purificação da mente, do coração e da vontade. Cristo cumpre as grandes profecias messiânicas enviando-nos o Espírito Santo que procede do Pai.

 Fico alegre e esperançoso quando leio: "aspergir-vos-ei com água pura e vos purificarei de todas as vossas impurezas; purificar-vos-ei de todos os vossos ídolos. Dar-vos-ei um coração novo e porei em vos um espírito novo; arrancarei o coração de pedra das vossas carnes e dar-vos-ei um coração de carne. Porei dentro de vós o meu Espírito" - Ez 36,25.

 Como diz o padre Douglas: “que coisa mais gloriosa”!

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O conteúdo do Natal nos Padres da Igreja - 14/12/2017

Perdemos o senso do Natal! - 13/12/2017

Dia de Nossa Senhora de Guadalupe - 12/12/2017