Reflexões / Matutações

Vem Senhor Jesus

21/11/2017

Estava matutando que a expectativa da parusia de Jesus não nos dispensa do compromisso com este mundo, mas ao contrário cria responsabilidade face ao Juiz divino acerca do nosso agir neste mundo. Precisamente assim cresce a nossa responsabilidade de trabalhar em e para este mundo. No Evangelho dos Talentos – Mt 25,14, o Senhor revela que confiou talentos a todos e pedirá contas: fizeste-os frutificar? Portanto a espera da vinda exige responsabilidade por este mundo.

 O “Juiz que volta”, ao mesmo tempo juiz e salvador, deixou-nos o compromisso de viver neste mundo segundo o seu modo de viver. Ele nos confiou os seus talentos e exigirá os frutos. Por isso temos responsabilidade pelo mundo, mas também temos a certeza da sua misericórdia.

 Não podemos viver como se o bem e o mal fossem iguais, porque Deus é misericordioso. Isto seria um engano. Na realidade, vivemos uma grande responsabilidade. Temos os talentos, somos encarregados de trabalhar para que este mundo se abra a Cristo, seja renovado. Sabemos que Deus é Juiz verdadeiro, mas também misericordioso. Conhecemos o seu rosto, o rosto de Cristo crucificado por nós. Por isso podemos ter a certeza da sua bondade.

 Uma oração surgiu nas primeiras comunidades cristãs: Maraná, thá! - que literalmente significa "Venha Senhor Jesus!" – 1Cor 16, 22. Podemos também nós, rezar assim? Parece-me que é difícil rezar sinceramente essa oração que pede a nova Jerusalém, para que cheguem o juízo derradeiro e o Juiz. Matuto que esta oração se torna difícil para muitos...

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O conteúdo do Natal nos Padres da Igreja - 14/12/2017

Perdemos o senso do Natal! - 13/12/2017

Dia de Nossa Senhora de Guadalupe - 12/12/2017