Reflexões / Matutações

O essencial na vida cristã

23/10/2017

Participava de um Retiro e, em das meditações, o pregador disse: “o essencial na vida cristã é a vida interior adquirida pela oração, onde o batizado decidiu escutar em profundidade o apelo divino com respeito à sua vida. Jesus falou explicitamente desta necessidade e ensinou os seus discípulos a se colocarem em atitude orante - Lc 11,1. Chega a dizer que ‘dará o Espírito Santo aos que pedirem’”.

 Assim como o homem tem necessidade da comida material para sobreviver, o cristão deve sentir necessidade de um alimento substancial que o refaz em cada novo dia. A isto chamamos de oração. Não se trata aqui somente das orações formais que muitas vezes rezamos maquinalmente. Trata-se de um colocar toda a minha pessoa e mais especialmente o nível de minha interioridade, do "coração" - no sentido bíblico da palavra, sede dos meus sentimentos mais profundos e de minhas decisões livres -, num relacionamento de pessoa a pessoa com o Deus que me ultrapassa.

 A oração é a escuta da Escuta da Palavra de Deus, momento em que aceitamos ouvir o que Deus nos quer dizer e como Ele deseja se comunicar. E uma atitude de entrega pessoal ao Deus da revelação, que tudo faz por nós - Is 43,4. Na oração, colocamo-nos diante de duas realidades: a de Deus e a própria. Na realidade divina, plano do Amor; na realidade própria, homem limitado e contingente. Assim nossa oração será a do "convertido" isto é, daquele que procura colocar toda esperança em Deus. É uma uma experiência de fé.

 O coração convertido é adquirido na medida em que nos entregamos à ação de Deus. Nestes momentos de oração, vamos descobrindo a presença do Amor Misericordioso de Deus, nosso Pai, que nos transforma e ilumina nossa vida.

 A oração é um exercício de ascese, custoso e exigente. Supõe que desejamos realmente "perder tempo" com Deus. É preciso enfrentar a dificuldade de rezar, lutando contra as resistências do meu eu: distrações, preocupações, racionalidade... É preciso aceitar os altos e baixos de oração, ou seja, a maneira como Deus se comunica a nós: as consolações e as desolações. E ainda, supõe que sejamos fiéis e perseverantes: "Ficai aqui e vigiai comigo... Vigiai e orai para que não entreis em tentação. O Espírito está pronto, mas a carne é fraca" - Mt 26,37.

 Depois da primeira experiência missionária, Jesus chama os discípulos para um lugar deserto e ali descansarem um pouco - Mc 6,30. Esta é a nossa situação de cristãos no mundo. O Senhor nos convida para sairmos de nossas ocupações e preocupações para que, num confronto daquilo que estamos realizando, com a vontade do Pai, continuemos a dar mais sentido àquilo mesmo que estamos buscando construir de melhor e de mais cristão.

 No tempo que se seguiu à meditação naquele Retiro, matutei: a oração é necessária e o coração da vida no Espírito...

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O conteúdo do Natal nos Padres da Igreja - 14/12/2017

Perdemos o senso do Natal! - 13/12/2017

Dia de Nossa Senhora de Guadalupe - 12/12/2017