Reflexões / Matutações

S. Francisco de Assis

04/10/2017

Hoje é dia da S. Francisco de Assis. Um homem que não “amou a pobreza e sim a Cristo que era pobre e por isso viveu a pobreza no seguimento do Evangelho” – fr. R. Cantalamessa. Um homem e santo que com sua vida questiona até hoje nossa maneira de viver a fé. Sua ação não foi de grandes discursos e discussões, mas de testemunho coerente e radical do Evangelho.

 Lendo um texto que fala da “vida de S. Francisco” fiquei matutando: como foi que a partir de um evento tão pessoal, como foi a conversão de Francisco, tenha começado um movimento que mudou o rosto da Igreja e teve tanta influência na história, até os nossos dias?

 Um fato em sua vida é revelador:

____Quando ele foi a Roma buscar o reconhecimento do Papa, este despediu-o com impaciência e disse-lhe para ir "deitar-se com os porcos". Depois de algum tempo, Francisco voltou, todo sujo, roupas manchadas e fedorentas das fezes de suínos. Quando o Papa se opôs à sua entrada, Francisco respondeu: "Obedeci tuas palavras e apenas fiz o que disseste; deitei-me com os porcos". Assim o Papa percebeu que estava diante de um santo homem, disposto a obedecer mesmo em face da humilhação. O Pontífice ouviu a visão de Francisco para uma necessária renovação da Igreja naquela época, e o resto é História.

 Quando rejeitado pelo Papa, S. Francisco de Assis poderia ter apelado à Sagrada Escritura, mostrando que este seu padrão de vida pobre e humilde era como o de Cristo. Ele poderia questionar a extravagância da corte papal, e a vida de cardeais e bispos, com sua própria "vida bíblica". Mas em vez disso, seguiu o caminho de Cristo; aceitou ser incompreendido e caluniado.

 Isto significa propor uma reforma pelo caminho da santidade! São Francisco não quis ser um reformador, então, o que foi que quis ser e fazer Francisco? Em seu testamento lemos: “O Altíssimo me revelou que eu deveria viver segundo a forma do santo Evangelho”. Francisco quis “ser cristão”, viver de maneira coerente e radical, o Evangelho de Jesus Cristo.

 Durante uma Missa, escutou o evangelho onde Jesus envia os seus discípulos: “Ele os enviou para anunciar o Reino de Deus e curar os enfermos... Não leveis nada pelo caminho” – Lc 9,2. Daquele dia em diante foi clara a sua missão: um retorno simples e radical ao evangelho real, aquele vivido e pregado por Jesus.

 Este é seu ideal e proposta para a Igreja: restaurar no mundo a forma e o estilo de vida de Jesus e dos apóstolos descrito nos evangelhos. Sua Regra começa assim: “A regra e a vida dos Frades Menores éesta: observar o santo Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo”.

 Francisco não teorizou esta sua descoberta, tornando-a o programa para a reforma da Igreja. Ele realizou em si a reforma e assim indicou à Igreja o único caminho para sair da crise: reaproximar-se do evangelho, reaproximar-se dos homens e especialmente dos humildes e dos pobres. 

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


Conversão - 15/12/2017

O conteúdo do Natal nos Padres da Igreja - 14/12/2017

Perdemos o senso do Natal! - 13/12/2017