Reflexões / Matutações

A Assembleia de Pentecostes foi um dia intenso!

05/06/2017

A Assembleia de Pentecostes foi um dia intenso! O Espírito foi derramado e corações foram renovados... Fiquei matutando, o que acontece depois? O que aconteceu depois de Pentecostes? Como foi a vida daqueles que estavam no Cenáculo, junto com Nossa Senhora?

 O poder do Espírito Santo foi derramado sobre eles para serem testemunhas de Cristo – At 1,8, e isso de fato começou acontecer: Pedro prega e testemunha Jesus, o Senhor, e uma multidão é convertida. Mas não só a pregação, “pelos apóstolos realizavam-se números prodígios e sinais”! – At 2,43. O testemunho era dado pela pregação e pelos sinais que confirmavam a palavra pregada! – Mc 16,20.

 A cura milagrosa do paralítico da Porta Formosa do Templo, por Pedro e João, e “muitos que tinham ouvido a pregação abraçaram a fé, e os membros da comunidade chegaram a uns cinco mil”! – At 4,4. Quando sofreram as primeiras perseguições e por causa delas, a Comunidade pediu a Deus coragem (parresia) para anunciar a Palavra e para que se realizassem “curas, sinais e prodígios por meio do nome de Jesus” – At 4,30.

 A Igreja de Pentecostes nasceu não apenas com a pregação da Palavra - que produziu três mil conversões e batismos de uma só vez - At 2,41 - mas, também, com “sinais e prodígios”. A Boa-Nova deve ser pregada, “não apenas em palavras, mas, com grande eficácia no Espírito Santo e com toda a convicção” – 1Ts 1,5; “pelo poder dos milagres e prodígios, na força do Espírito de Deus” - Rm I5,19. Sinais, milagres, prodígios e curas são, portanto, "a evidência maior e mais forte que o Espírito Santo dá à Palavra do Evangelho e para a conversão dos incrédulos" – Serafino Falvo.

 A Igreja de hoje é a mesma Igreja de Pentecostes, então possui o mesmo poder de pregar, curar e expulsar demônios que pertencia àquela! Pregar a mensagem da salvação sem os sinais e prodígios seria uma redução do mandato de Jesus para a Igreja, pois Ele mesmo disse: Pregai, curai, expulsai os demônios - Mt 10,7. Se na Igreja só pregamos, não estamos fazendo a vontade inteira do Senhor da Igreja.

 O que aconteceu depois de Pentecostes? “Eles eram perseverantes em ouvir os ensinamentos dos apóstolos, na comunhão fraterna, na fração do pão e nas orações. Apossava-se de todos o temor, e pelas mãos dos apóstolos realizavam-se numerosos prodígios e sinais. Louvavam da Deus e eram estimados por todo povo. E cada dia, o Senhor acrescentava a seu número mais pessoas que eram salvas”. – At 2,42. Comunidade!

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O essencial na vida cristã - 23/10/2017

A maturidade cristã - 20/10/2017

O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017