Reflexões / Matutações

A vocação comunitária da RCC

29/05/2017

Continuando a leitura de “livros antigos” – A realização das promessas de Deus, James Byrne, 1971 (EUA)... Em 1971 a preocupação era a constituição de “uma comunidade adulta de cristãos” ou uma “comunidade vital” como estatégia para o quadro que a Igreja se encontrava e ainda se encontra... Transcrevo alguns parágrafos que me fizeram ficar matutando desde aquela época, quando comecei a participar da RCC, por volta de 1972, fevereiro...

 James Byrne, professor em Notre Dame quando se deu o início da experiência pentecostal católica, foi coordenador da comunidade carismática de Notre Dame, diretor da Renovação Carismática dos EUA e exerceu um forte ministério de pregação e formação.

 – É importante que vejamos que somos chamados para ser mais do que um movimento de grupos de oração.

 – É importante que compreendamos nosso relacionamento com algo potencialmente mais profundo do que um encontro de oração semanal, mas em termos de comunidades cristãs adultas. Para essa espécie de resposta total temos de querer ser transformados, transformando nossa maneira de pensar, nossos valores e nossos padrões de vida. Devemos querer ser transformados e estar prontos a fazer algum sacrifício... A nossa entrega é crucial.

 – As estruturas pastorais e os métodos de apostolado que funcionavam antes, nem todos funcionam agora. Entretanto, na Revovação Carismática estão surgindo comunidades cristãs vitais. (1971!)Estas comunidades abtangem grande variedade de estilos de vida e vocações...

 – Os encontros de oração não se destinam a produzir dentro das pessoas ardores farisaicos ou exaltações espirituais ou emocionais temporárias em pessoas que não tem nenhum contato pessoal entre si. Eles não são fechados em si mesmos. O encontro de oração não é um fim em si, mas a sua finalidade é construir uma comunidade adulta de cristãos. É a característica central na vida de uma comunidade de cristãos ativos. Esta comunidade é composta de grande variedade de pessoas... (sobre este tema, o Reinaldo, “velho mano velho” escreveu um excelente artigo).

 – O batismo no Espírito Santo não acontece num vazio humano, nem é uma experiência individual. É dado na Igreja e para a Igreja e é geralmente recebido num contexto de uma comunidade de oração... Com algumas exceções o batismo no Espírito Santo é dado em comunidade. Não é uma experiência religiosa privada, mas é dado para nos levar mais completamente para o Corpo de Cristo... O encontro de oração semanal é o ponto central de uma comunidade e dá uma oportunidade inestimável para nos aprofundarmos e crescermos juntos neste amor fraterno.

 – Esta é a estratégia da Igreja primitiva. Estratégia centrada nas comunidades cristãs vitais que realizavam o Corpo de Cristo numa determinada situação geográfica. Estas comunidades estão começando a surgir através da Renovação Carismática (isto em 1971!) e já é possível divisar algumas... A Renovação Carismática então deverá ser uma fonte de grande esperança e encorajamento para o que parece ser uma Igreja sitiada e cercada, e merece a atenção e a oração de todos os católicos.

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O essencial na vida cristã - 23/10/2017

A maturidade cristã - 20/10/2017

O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017