Reflexões / Matutações

“Naquelas” anotações de homilias

06/04/2017

“Naquelas” anotações de homilias, encontrei mais algumas matutações... 

  • A fonte da alegria cristã é esta certeza de sermos amados por Deus, amados pessoalmente pelo nosso Criador, por Aquele que tem o universo inteiro em suas mãos e que ama cada um de nós e toda a humanidade com um amor apaixonado e fiel, um amor maior que as nossas infidelidades e pecados, um amor que perdoa. “Este amor ‘é tão grande que chega a virar Deus contra Si mesmo’, como se vê de maneira definitiva no mistério da Cruz: ‘Deus ama tanto o homem que, tendo-Se feito Ele próprio homem, segue-o até à morte e, deste modo, reconcilia justiça e amor’" – Bento XVI. 
  • Aquele que sabe que é amado sente-se impelido a amar: Deus nos amou primeiro e isso nos impele a amá-Lo também! E amá-Lo é amar os irmãos, já que o “amor ao próximo é existencialmente igual ao amor a Deus” – São João Paulo II. 
  • A humanidade precisa ser libertada do preconceito difundido pela cultura secularista de que o cristianismo, com os seus mandamentos e as suas proibições, coloca demasiados obstáculos à alegria do amor, sobretudo que impede apreciar plenamente aquela felicidade que o homem e a mulher encontram no seu amor recíproco. Ao contrário, a fé e a ética cristãs não querem sufocar o amor, mas torná-lo pleno, forte e verdadeiramente livre: é este o sentido fundamental dos Dez Mandamentos. 
  • Os Mandamentos não são uma série de "nãos", mas um grande "sim" ao amor e à vida, pois é preciso que o amor humano seja purificado de todo egoísmo e possa amadurecer e superar-se a si mesmo. Pois somente assim purificado tornar-se plenamente humano, sendo princípio de uma alegria verdadeira e duradoura, respondendo àquele pedido de eternidade que trazemos dentro de nós e ao qual não podemos renunciar, sem nos trair a nós mesmos.

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017

O fermento dos fariseus - 17/10/2017

Os tempos atuais não são fáceis.. - 16/10/2017