Reflexões / Matutações

Ser cristão e...

03/11/2016

Acordei “com a vó atrás do toco”, como diz o ditado mineiro... É... as notícias dos jornais, nos mais diversos veículos, nos dão conta de uma situação onde viver o Evangelho é um desafio cada vez maior e mais complexo, um desafio quase intransponível...  Matutava: ser cristão e...

Não se deixar abater e ter esperança, sem ser ingênuo ou desistente...

Responder o mal com o bem, sem se omitir...

Ser agente transformador da realidade social, sem apelar para a violência ou ser conivente com a corrupção...

Participar ativamente da construção de um mundo melhor para todos fugindo do egoísmo e do fechamento em si mesmo...

Ser “misericordioso como o Pai” sem desejar vingança...

Ser honesto e ético sem discriminações, sem violar a consciência e os valores evangélicos...

Viver conforme as convicções de fé e não conforme o “politicamente correto” relativizando a verdade em busca de aprovação...

Ser coerente sem ser intransigente...

Ser homem ou mulher, assumindo a identidade ontológica dada pelo fator biológico sem apelar ou fugir para o “gênero”...

Defender os valores da vida e da família e, por isso mesmo, suportar as perseguições sem murmurar...

Professar uma fé esclarecida e praticar a religião considerando a contemporaneidade sem abandonar a Tradição...

Ser cristão sempre foi um desafio, mas num contexto de crise - moral, social, político-econômica, das instituições sociais, dos valores humanos, da própria fé – o desafio é maior.

É preciso mais do Espírito Santo... Lembrei-me daquilo que pediu Eliseu a Elias: uma porção dobrada! – 2Rs 2,9.

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017

O fermento dos fariseus - 17/10/2017

Os tempos atuais não são fáceis.. - 16/10/2017