Reflexões / Matutações

Não há o que fazer, senão render-se...

26/10/2016

Sentado na cruz, lá no pasto da casa de Oração, no final da tarde, comecei a matutar, e ainda de madrugada matutava...

O que aconteceu com os Apóstolos depois de Pentecostes foi algo espantoso e tremendo. Há uma mudança substancial: antes estavam com Cristo, depois do derramamento do Espírito ficaram n’Ele! Antes falavam de Cristo, depois falavam por Ele. E isto não é acidental, é uma realidade precisa: a natureza do cristão consiste em viver em Cristo, fazer de sua vida Jesus Cristo! – Fl 1,21.

Pentecostes: Pedro diante da multidão é outro homem... Ao pregar ouvimos outro homem, diferente daquele que estava diante da empregada da casa de Caifás... Não só pela coragem, mas, sobretudo por uma nova atitude em relação a Cristo. Está como alguém que dá testemunho, que recebeu um poder e fala com autoridade. Não fala de Jesus, fala a partir de sua relação com Ele, fala por Ele. Sua atitude em relação a Jesus mudou e fez dele um novo homem... De onde veio isso? Não da reflexão: o Espírito Santo veio, “tomou” o homem e o fez de Cristo!

Damasco: "Para mim o viver é Cristo"! São Paulo pode afirmar isso porque teve um encontro pessoal com Jesus Cristo no caminho – At 9. A graça do Espírito Santo o tocou, seu coração foi transformado e tudo aquilo que “era lucro”, tornou-se “nada” – Fl 3,7. De onde veio isso? Não da reflexão: o Espírito Santo veio, “tomou” o homem e o fez de Cristo!

O viver é Cristo: Esta é a identidade do cristão: fazer de Cristo nossa vida, que significa fazer nossa sua vida: palavras, pensamentos, ações, atitudes, expressões, motivações, desejos, etc... No entanto isto exige uma fé convicta, que não é fruto de um conhecimento intelectual, gerada pelo poder do Espírito Santo agindo em nós, pois é Ele que nos convence! – Jo 14,20;15,26;16,13

Pelo Espírito Santo, Cristo se torna interior ao homem e o atrai para Si. No Espírito o homem participa de Cristo e, assim, Cristo se torna a vida de sua vida!

Diante do amor de Deus “manifestado em Cristo Jesus” e “derramado em nossos corações, pelo Espírito Santo que nos foi dado” – Rm 5,5, não há o que fazer, senão render-se...

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017

O fermento dos fariseus - 17/10/2017

Os tempos atuais não são fáceis.. - 16/10/2017