Reflexões / Matutações

A Beleza

12/09/2016

Vinícius de Morais, o “Poetinha”, escreveu em 1957: “As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental”. (Receita de mulher). “Beleza é fundamental!” A beleza de que se trata aqui é a beleza física. Para o mundo atual, das dietas, academias, lipoaspirações e cirurgias, beleza não é fundamental, é essencial. Muita gente perde sono por causa de peso e se deprime por causa das primeiras rugas!

Ninguém questiona o benefício e a necessidade da atividade física para a boa saúde e a necessidade de se cuidar, mas existe muito de “narcisismo”. “Beleza é fundamental!”, a frase exprime a mentalidade atual, mas será ela verdadeira? Esta poesia “antiga”, suscita um tema atual e cada vez mais presente na sociedade: o culto ao corpo.

O Papa João Paulo II ensina que “o corpo é capaz de tornar visível o que é invisível, ou seja, o espiritual e o divino. Ele foi criado para transferir para a realidade visível do mundo o mistério invisível escondido em Deus desde a eternidade, e, portanto, ser um sinal desse mistério (...) O corpo possui um ‘sentido esponsal’, porque ele revela o chamado do homem e da mulher de tornarem-se um dom (uma dádiva, um presente) um para o outro, um dom plenamente realizado em sua união em ‘uma só carne’” (1980).

A beleza fundamental é outra! O Belo que “embeleza toda beleza”: o Bem, que se traduz em amor, doação, engajamento, solidariedade. A Beleza bela é aquela que nos abre e torna sensíveis para Deus e para os outros. Beleza que não passa e traz uma alegria profunda e duradoura. Esta Beleza bela tem como fonte e modelo o próprio Deus que veio a nós em Jesus Cristo! Esta é a Beleza, Beleza que salvará o mundo!

Jesus Cristo sim é a Beleza fundamental e, sem ela, a vida se tornaria um deserto de mediocridade, um inferno insuportável. Essa é a única Beleza, “tão antiga e tão nova” (Santo Agostinho) junto dela, toda outra beleza é inconsistente! Tinha razão Santa Tereza, apaixonada por Cristo, que exclamava, no seu Carmelo: “Formosura que excedeis a todas as formosuras...

Autor: Tácito Coutinho - Tatá - Moderador do Conselho da Comunidade Javé Nissi

Deixe seu comentário

Últimas


O farisaísmo é “um caminho segundo a carne” - 18/10/2017

O fermento dos fariseus - 17/10/2017

Os tempos atuais não são fáceis.. - 16/10/2017